Um lar com propósito!

O “Jardim do Éden” é o protótipo do lar construído por Deus que serve de modelo para a construção de todos os demais lares. Observando o lar de Adão e Eva temos condições de aprendermos quais são os critérios necessários para chamarmos uma moradia de lar.

Todos nós, muito mais do que de moradia, necessitamos de um lugar que nos faça sentirmos em paz. No Jardim do Éden isto era realidade. A infraestrutura do jardim contribuía bastante para isso. Tudo ali fora preparado com esmero, com quatro grandes rios criados para tornar aquele espaço uma excelente moradia. Para complementar e facilitar a vida de Adão e Eva, Deus providenciou o plantio de diversas árvores frutíferas para o sustento e a comodidade daquela linda família.

No entanto, o que transformava aquele lugar em um lar não era a sua beleza excepcional, e sim, o comprometimento do casal com sua harmonia e manutenção. Não foi sem motivo que Deus formou o homem do pó da Terra. Pelo Seu processo criativo Deus formou o homem integrado ao meio ambiente. Deus o formou composto pelos elementos da própria terra e o incumbiu de cuidar da natureza, de si e dos outros.

Com o objetivo de auxiliar o homem no cumprimento desses desígnios, Deus formou a mulher a partir da estrutura do próprio homem. Desde então, homem e mulher foram postos como responsáveis pela execução do projeto divino, para que trabalhassem na construção de uma sociedade justa e próspera, conduzindo toda a sua posteridade a um estágio avançado de paz. Logo, a família adâmica foi criada para ser coparticipante do projeto divino de estabelecer a vida na Terra.

O lar, no Éden, era um lugar especial para Adão e Eva. Um ambiente familiar que oferecia condições físicas e psíquicas para que se desenvolvessem como imagem de Deus, aprendendo um com o outro e com o próprio Criador. Por meio deste ciclo de aprendizado o propósito de Deus era que toda a Terra fosse abençoada tendo como ponto de partida o lar que havia criado no Éden.

Esta continua sendo a vontade e o propósito de Deus para os lares: que homem e mulher convivam em um ambiente semelhante ao “Jardim do Éden”, que haja comunhão e interação entre eles e Deus. Famílias que sirvam como “células-troncos” para curar uma sociedade que se encontra doente, com famílias desnorteadas e moribundas.

Nelson Costa.